Nosso método único de consultoria atingiu 98,4% de aprovações em 2023

Telefone: 0800 888 2888

Visto para tripulantes dos EUA, Canadá e Austrália é adiado

Reunião entre ministros e presidente da Embratur sobre a exigência do visto para tripulantes

Nesta segunda-feira, 18, o Governo Federal adiou em 6 meses a exigência de visto para tripulantes dos EUA, Canadá e Austrália. Inicialmente ela estava prevista para entrar em vigor a partir do dia 10 de janeiro de 2024, mas essa data mudou para 10 de julho.

A decisão foi tomada em uma “reunião entre os ministros Mauro Vieira (Relações Exteriores), Celso Sabino (Turismo), Sílvio Costa (Portos e Aeroportos) e o presidente da Embratur, Marcelo Freixo”, diz nota oficial da Embratur.

Eles formaram um grupo de trabalho, também envolvendo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Ele tem o objetivo de analisar a situação e decidir o que será feito.

O Brasil utiliza um princípio de reciprocidade de visto. Como os EUA, Canadá e Austrália continuam exigindo o documento de brasileiros, isso motivou a retomada da exigência. 

Porém, as entidades que representam o setor aéreo, como a A4A (Airlines for America), se preocuparam com o decreto. Elas enviaram diversas cartas, afirmando que a decisão poderia causar atrasos e cancelamentos de voos vindo de outros países.

O adiamento do visto para tripulantes não interfere com a obrigatoriedade para turistas. Ele será exigido para cidadãos dos três países a partir de 10 de janeiro de 2024.

Para facilitar o procedimento, eles poderão solicitar o visto eletrônico (e-Visa) para entrar no nosso território. O processo é completamente online e tem o custo de US$80,90.

Os viajantes só vão precisar dele e de um passaporte válido. Para os estadunidenses, o e-Visa tem a validade de 10 anos. Para os outros, ele vale por 5.

 

Fonte:

https://embratur.com.br/2023/12/18/nota-oficial-sobre-visto-para-tripulantes/

Siga nas redes sociais

Notícias Relacionadas

Abrir bate-papo
Olá 👋
Podemos te ajudar?